Kraftwerk

Um pouco de música pra mudar um pouco de assunto…

Como já comentei aqui, eu sou um fã de rock progressivo. Emerson, Lake and Palmer, Yes, Rush, Gentle Giant, King Crimson, dentre outros… Mas meu universo musical não se resume só a isso (como alguns metaleiros que só escutam heavy metal, suas vertentes e nada mais ou a seratnejos que só ouvem este gênero). Eu curto umas MPB, rock rural e vários outros sons.

Música eletrônica eu não curto, não gosto de rave (que, segundo o Zé Simão, é coletivo de bicha :p); a exceção se chama Kraftwerk. A Usina de Força é um quarteto alemão, que este ano completam 40 anos do lançamento do seu primeiro disco oficial (o primeiro, ainda sobre o nome de ‘Organization’ é de 1970). No começo do grupo, eles tinham um som que puxava para o lado progressivo mesmo, vide a música “Autobahn” do álbum de mesmo nome, lançado em 1974 e cuja música tinha mais de 22 minutos, simulando uma viagem de Fusca por uma autoestrada alemã. Eu acho esse som muito viagem, mas é legal pra ouvir. Após isto é que começam a se puxar de vez pro lado mais eletrônico mesmo, tanto que seus maiores sucessos são após o “Autobahn”: Radioactivity, Hall of Mirrors, The Robots, The Model, Pocket Calculator, Musique non Stop dentre outros. Tempinho atrás eles estiveram no Brasil fazendo a abertura do show do Radiohead, mas acabei não assistindo pelo Multishow, que parece que passou…

Bueno, eu deixo pra vocês três clipes desses caras que são considerados os pais da música eletrônica: primeiro “The Robots”, meio tosco mas interessante como eles fazem uma menção futurista com os androides. Depois “The Model” (que assim como ‘The Robots’ estão no disco “The Man-Machine, de 1978), que acredito ser o seu maior sucesso e que, quando eu era adolescente e ia seguido ao CRS em São Borja, tocava essa música direto… E pra encerrar. “Tour de France”, de 2003, do álbum homônimo, produzido para a famosa volta ciclística que ocorre todo ano na França.

Espero que curtam.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Crônicas e textos pessoais, Música

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s