Aniversário da UJS e a questão hondurenha

Hoje, 22 de setembro comemoram-se os 25 anos da União da Juventude Socialista, a maior juventude política organizada do Brasil, presente nas lutas dos jovens nos quatro cantos do país. Me orgulho muito em ter feito parte de sua história nesses últimos anos.
Parabéns UJS, vida longa à luta da juventude por um mundo mais justo e humano!

Mas vamos falar de um assunto bem atual e que está mexendo com nossa América Latina: o retorno do presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya à capital, Tegucigalpa, e seu asilo na Embaixada Brasileira daquele país.
Todos nós sabemos que Zelaya queria convocar um plebiscito para poder mexer na Constituição daquele país para poder realizar algumas reformas na lei maior de Honduras. Mas as elites hondurenhas, comandadas por setores mais conservadores e lideradas pelo empresário Roberto Micheletti deram um Golpe de Estado e fizeram com que Zelaya se refugiasse na Costa Rica.
Toda comunidade internacional reconheceu que houve um golpe naquele país (até os EUA); isso já faz três meses.
O que muita gente estranhou foi a posição dúbia dos EUA em reconhecer o golpe. Pois bem, o que pouquíssima gente sabe é que, antes de tudo isso acontecer, Zelaya rompeu um acordo bilateral com os EUA e estava aderindo à  Alternativa Bolivariana das Américas (ALBA), grupo econômico ligado ao presidente Chávez, da Venezuela. Isso não saiu em nenhum jornal do Brasil, óbvio. Outra coisa que tembém não saiu foi que, apesar do bloqueio econômico que o governo golpista de Honduras sofre do resto do mundo, os produtos de exportação hondurenhos continuam a serem enviados aos EUA. Estranho, não?
Agora que o Brasil está abrigando Zelaya em sua embaixada em Honduras, começam a surgir críticas da oposição (leia-se tucanos e demos) sobre a postura brasileira perante a esse fato. Esses mesmos que hoje criticam a postura brasileira são os mesmos que apoiaram o asilo político ao ex-ditador paraguaio Alfredo Strossner. Dois pesos e duas medidas.
O clima está pegando fogo em Tegucigalpa, mas se vocês querem realmente saber da situação, recomendo a vocês que acessem o site da TeleSURtv (http://www.telesurtv.net). É um site em espanhol, mas se vocês entendem um pouco do idioma, vocês não terão muitas dificuldades para entende-lo.
Por que se depender de alguns grandes sites e da TV…
Abraço a todos e fiquem ligados!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Crônicas e textos pessoais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s