Mais um do 13º Congresso Nacional da UJS

Esse texto eu não postei no Wiki porque acabei não tendo tempo de coloca-lo no papel.
Ele se intitula assim:

"A participação da delegação do RS na Copa Orlando Silva de futebol"
Assim que começamos a nos organizar no ônibus em Porto Alegre para irmos a Brasília, já iniciou-se a discussão de qual seria o time para disputar o torneio de futebol masculino. Queríamos fazer uma participação melhor do que a última, que, segundo so que forma ao último congresso em 2004 foi desastrosa.

Ao chegar em Brasília, imaginávamos que os jogos se dariam em alguma quadra ou campo dentro do Minas Brasília Tênis Clube, onde estávamos ficando alojados. Mas, no dia em que iria começar o torneio, acabamos descobrido que ele se daria em um campo de grama ao lado do Centro Comunitário Athos Bulcão, onde estavam rolando as atividades do Congresso, um campo muito irregular e com as linhas demarcatórias completamente desalinhadas. Mas, quem está na chuva é pra se molhar, então topamos o desafio.

Definimos que o nosse time se chamaria "Lanceiros Negros" e começaria jogando comigo no gol(o único goleiro do time), Nego, Rafa Simões, Jonas, Paraíba e White, ainda faziam parte do time, João Gabriel, Xuxa, Jader e Oxi. Quem iria organizar o time seria o Latino, vulgo "Lula Molusco".(se eu esqueci de mais alguém, me corrijam).

Antes do começo do torneio, nas apostas se davam como favoritos Pernambuco e Minas Gerais, esta última, campeã do último torneio em 2004. Bom, pra começo de campeonato, que se dá em fase eliminatória(quem perde, cai fora) entre 24 times. E de cara, temos que enfrentar Pernambuco. Confesso que não me sentia 100% pra começar a jogar, estava vindo de uma contusão nas costas, de um amistoso do time do DCE contra o do Mestrado em Modelagem Matemática da Unijuí, mas decidi topar a parada de ser o goleiro.

Mas vamos ao jogo. No primeiro lance, o Nego simplesmte levanta o atacante de Pernambuco num carrinho, quase foi expulso. Na cobrança, não pedi barreira, e o batedor chutou no ângulo ela, mas eu espalmei ela para escanteio. Esse foi o lance mais perigoso deles em todo o jogo. Bastou esse susto pro nosso time se acordar e ir pro jogo. Começamos a criar jogadas e chegar na área deles e, numa dessas jogadas, Rafa recebe na esquerda, domina e cruza rasteiro pro Jonas bater cruzado e fazer 1×0 pra nós!!!! Daí, foi controlar a bola e esperar o fim do jogo, já que Pernambuco não conseguia colocar muito perigo ao meu gol. Bom, passamos a primeira.

E vem o segundo cruzamento, dessa vez com Minas Gerais, o último campeão do torneio… E o nosso time principal não estava completo, haviam ido almoçar e o time inicial foi totalmente diferente do primeiro. E isso foi bem complicado, não conseguíamos passar do meio-campo e o time deles vinha com tudo, eu tive que fazer pelo menos umas quatro defesas difíceis durante o jogo. Nós só conseguimos chegar duas vezes com perigo no gol de MG. No final, 0x0 e decisão por pênaltis. Cobranças alternadas, quem perde, fica de fora. Nosso batedor é o Jonas, que vai para cobrança e acerta o gol!!!! Agora é a vez de MG bater a penalidade, hora de estar tranquilo nesse momento. O batedor vai para a cobrança, chuta, eu toco com a mão direita na bola e ela bate na trave e sai… Ééééééééé´!!!! Defesaça!!!!!!! Eliminamos mais um favorito, acabo saindo como "herói" da partida, hehehe. Até um grito de "Italo Paredão" surgiu.

E eis que vem o terceiro embate, desta vez contra Sergipe. Um jogo muito morno, dessa vez jogamos do lado em que o campo era o mais irregular. Apenas uma defesa mais difícil, uma bola rasteira que tenho que me esforçar, mas nossos atacantes só chutavam balão pro goleiro adversário. No fim, outro 0x0 e mais uma vez, penalidades… Dessa vez, o Jonas bate muito mal o pênalti e o goleiro defende… Agora, a bomba recai sobre mim. Mais uma vez, continuo calmo. O batedor vai para cobrança, chuta em cima, no lado direito, eu toco com os dedos na bola, mas não consigo evitar o gol: 1×0 pra Sergipe, caímos na semi-final que nem a Suíça nessa Copa do Mundo: sem levar nenhum gol durante os jogos.

No fim, a Bahia acabou sendo campeã, tendo Santa Catarina como vice. Apesar de não conseguirmos chegar na fase final, fiquei contente com o meu desempenho e o da equipe, a qual só havia jogado com alguns deles uma única vez.

Mas o importante é a diversão e a integração que o esporte produz.
Espero que na próxima tenhamos mais sorte
Foi!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Entretenimento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s