Página Virada

"Enterre os mortos, feche os portos e cuide dos vivos". Foi o que determinou o Marquês de Pombal, em 1755, depois de um terremoto em Lisboa.
 
Mas essa frase cairia como uma luva quando uma relação acaba não dando certo. Sepultar os mortos é parar de deplorar a tragédia e de se recriminar por ela. Ou seja, não deu mais, acabou por culpa sua ou da companheira, paciência. Fechar os portos sugere impedir que novos problemas apareçam enquanto você cura as feridas; é manter o foco na reconstrução, dar um tempo a si mesmo, esperar a dor passar, ver o mundo de outra forma, mas sem deixar apagar o resto de amor que ainda existe.
 
Cuidar dos vivos quer dizer tomar conta do presente, ter cautela com o que sobrou, valorizar o que há de bom em sua vida; não deixar que a tristeza e a amargura apaguem tudo o que você viveu. Enfim, o terreno da paixão pode ter sido arrasado por um temporal, mas ele continua fértil, esperando que sementes novas sejam plantadas nele.
 
Nessa hora é preciso ser humilde, saber perdoar e aceitar a realidade. Isso nos torna mais leves de coração, ajuda a dissipar a raiva que nos acompanha e facilita a aceitação do problema.
 
(Com citações do livro "Das Separações ao Amor", de Luiz Alberto Py)
Anúncios

1 comentário

Arquivado em Sem categoria

Uma resposta para “Página Virada

  1. Cínthia

    Bah, muito legal teu texto! Como já te disse, vc escreve muito bem!!!!
    Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s